Publicação mensal sobre Relações Internacionais

Página inicial do VOX MAGISTER

Tag: Migrações

Prostituição internacional e migração: visões divergentes*

Prostituição internacional e migração: visões divergentes*

Laura Melo Araújo
Por Laura Melo Araújo** Com o fim das guerras mundiais e a reconstrução da Europa Ocidental, essa parte do continente se tornou um polo de atração para quem busca trabalho e uma vida melhor, em especial para aqueles que vivem nas ex-colônias europeias. A França, por exemplo, exerce um grande poder de atração para os tunisianos, malianos e senegaleses, assim como a Inglaterra  em relação aos indianos. A temática da migração, entretanto, possui várias nuances. Ao levar em conta a questão de gênero, o artigo Migrants in the Mistress’s House: Other Voices in the “Trafficking” Debate (Agustín 2010) discute o fluxo migratório ligado à prostituição, em que  mulheres de países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento migram para países onde podem melhorar a qualidade de vida de suas famílias e d
A contenção dos indesejáveis: imigração, refugiados e a retórica do UKIP

A contenção dos indesejáveis: imigração, refugiados e a retórica do UKIP

Andrya Mickaelly da Silva Santos, Antonio Henrique Lucena Silva
Por Antonio Henrique Lucena Silva* Andrya Mickaelly da Silva Santos** Os líderes da União Europeia se reuniram nesse sábado (24/09/2016) para discutir mecanismos para frear a imigração e alternativas para a crise migratória que afeta o bloco. Longe de atingirem um consenso, os chefes de governo buscam fechar a rota de migração pelos Bálcãs, que foi o caminho para o contingente de refugiados que entraram pela Grécia querendo chegar à Alemanha. O acordo migratório firmado entre a UE e a Turquia em março deste ano diminuiu o fluxo para as ilhas gregas. A ideia da liderança europeia é de firmar outros acordos como esse com países como o Níger, Egito, Paquistão e Afeganistão. Mas e como a crise dos refugiados e da imigração se desenvolveu? Faremos uma breve análise da Guerra Civil Síria, os
A Mutilação Genital Feminina na Europa*

A Mutilação Genital Feminina na Europa*

Mariana Meneses, Rodrigo Barros de Albuquerque
Por Mariana Meneses** Rodrigo Albuquerque*** A Mutilação Genital Feminina (MGF), definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um procedimento que envolve a remoção total ou parcial da genitália externa feminina ou outra lesão aos seus órgãos genitais por razões outras que não médicas, é uma prática internacionalmente reconhecida como violação dos direitos humanos das mulheres e uma forma de abuso infantil (EUROPEAN COMMISSION, 2013). Devido aos processos migratórios, sobretudo nas últimas décadas, a MGF não se caracteriza mais somente como uma prática regional, mas é evidenciada ao redor do mundo (EUROPEAN COMMISSION, 2013; WORLD HEALTH ORGANIZATION, 2008). Os números do Fundo de População das Nações Unidas apontam que, globalmente, entre 100 milhões e 140 milhões de meninas e
A Crise Migratória Européia e o Ressurgimento das Fronteiras

A Crise Migratória Européia e o Ressurgimento das Fronteiras

Cinthia Campos
Por Cinthia Campos* O aprofundamento da integração político-econômica nas últimas décadas exigiu do bloco europeu uma maior flexibilidade em suas fronteiras. A livre circulação de bens, serviços e pessoas é uma exigência mínima de qualquer espaço de integração regional que ambicione um fortalecimento da economia intra-regional. Para tanto, o Acordo de Schengen, criado em 1985, envolvendo inicialmente a França, Alemanha e países do Benelux (Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo), configura-se como a ferramenta europeia mais importante na liberalização das fronteiras. Apesar de ser um acordo construído a partir da dinâmica da Comunidade Europeia, atualmente o Espaço Schengen possui membros europeus que não fazem parte da União Europeia, ao passo em que há membros da União Europeia que não a