Publicação mensal sobre Relações Internacionais

Página inicial do VOX MAGISTER

Elton Gomes dos Reis

Doutor em Ciência Política (UFPE). Membro do Núcleo de Estudos em Política Comparada e Relações Internacionais (NEPI-UFPE). Professor da Faculdade Damas da Instrução Cristã e da Faculdade Estácio do Recife. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Política internacional, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de política externa, política externa brasileira, integração regional e organizações políticas internacionais.

As contribuições teórico-metodológicas da análise de política externa contemporânea

As contribuições teórico-metodológicas da análise de política externa contemporânea

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* A Primeira metade dos anos 1990 representou um momento crítico para a Análise de Política Externa enquanto domínio específico de disciplinas acadêmicas como a Ciência Política e as Relações Internacionais. As redefinições pelas quais o cenário internacional e a comunidade acadêmica passam no final do século XX geram a necessidade de adequar o estudo da Política Externa a uma nova construção contextual. Diante de intensas e dinâmicas transformações do sistema político mundial e da emergência de novos paradigmas analíticos, os analistas de Política Externa se viram obrigados a rever seus pressupostos, promovendo uma atualização das categorias analíticas amiúde empregadas e criando novas ferramentas explicativas. Sobretudo, os pesquisadores da área se viram diante
Animação Suspensa: limites e possibilidades da Política Externa Brasileira no governo Rousseff

Animação Suspensa: limites e possibilidades da Política Externa Brasileira no governo Rousseff

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* Em trabalho de grande influência que analisa a política exterior dos presidentes Fernando Henrique e Lula da Silva em perspectiva comparada, Vigevani e Cepaluni (2011) sustentam que, nos seus aspectos mais fundamentais, a administração Lula não promoveu um afastamento da ideia chave de instrumentalizar a política externa, tendo em vista o desenvolvimento econômico, bem como a preservação da autonomia do país. Assim, para os autores, não aconteceu uma ruptura de paradigmas históricos da PEB durante a transição Cardoso/Lula. O governo Dilma se identifica menos com essa lógica de conservação da estratégia de inserção internacional do que seus dois antecessores. Não que as linhas mestras da PEB tenham se perdido. Mas é possível identificar a falta de prioridades cl
Guerra irregular, terrorismo  e segurança internacional

Guerra irregular, terrorismo e segurança internacional

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* A França viveu nesta sexta-feira, 13 de novembro, um dos dias mais violentos de sua História. Uma série de ataques cometidos por extremistas islâmicos, portando armas automáticas ceifaram a vida de mais de 150 civis desarmados. A operação de libertação dos reféns na casa de espetáculos não impediu o assassinato de 118 cidadãos franceses e de outras nacionalidades que visitavam o país. O governo Hollande fechou as fronteiras e declarou estado de emergência. Situações como essa chocam profundamente a opinião pública internacional e são constantemente apresentadas como fruto de um novo tipo de violência que se estabeleceu depois dos atentados de 11 de setembro. Contudo, um exame mais atento revela que a tragédia na cidade luz é mais um episódio da longa trajetória