Publicação mensal sobre Relações Internacionais

Página inicial do VOX MAGISTER

Elton Gomes dos Reis

Doutor em Ciência Política (UFPE). Membro do Núcleo de Estudos em Política Comparada e Relações Internacionais (NEPI-UFPE). Professor da Faculdade Damas da Instrução Cristã e da Faculdade Estácio do Recife. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Política internacional, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de política externa, política externa brasileira, integração regional e organizações políticas internacionais.

A Geopolítica do Conflito Sírio: interesses conflitantes e guerra assimétrica por procuração

A Geopolítica do Conflito Sírio: interesses conflitantes e guerra assimétrica por procuração

Elton Gomes dos Reis, Maria Carneiro de Albuquerque Franca
Por Elton Gomes dos Reis* Maria Carneiro de Albuquerque Franca** Guerra Civil na Síria e Fragmentação interna Em guerra civil desde 2011, quando, no contexto da Primavera Árabe, milhares foram às ruas de Daa’ra protestar contra a prisão de quinze estudantes por picharem frases anti-regime no muro de uma escola, a Síria tem vivido nos últimos seis anos um dos conflitos mais sangrentos da história recente. A situação no país, contudo, evoluiu e deixou de limitar-se apenas às suas fronteiras. A medida que o conflito foi se prolongando sem um vencedor, novos atores com variados interesses e poder de combate foram sendo adicionados ao cenário da guerra. Às forças do governo e aos rebeldes (personagens originais da contenda), somaram-se grupos paramilitares, grupos terroristas e atores Est
Política Externa Americana e Segurança Internacional (Parte II) : contenção da China

Política Externa Americana e Segurança Internacional (Parte II) : contenção da China

Elton Gomes dos Reis
O Cenário Asiático: uma delicada relação com a China Em período mais recente a imagem dos EUA na Ásia tem passado por um grande desgaste diante da ascensão da China. O país hegemônico é acusado de não se fazer presente em termos militares na região para garantir importantes aliados como  o Japão, a Coréia do Sul e Taiwan contra os perigos representados pelas ambições chinesas e pelo programa nuclear norte-coreano. Até mesmo países historicamente alinhados com os EUA como as Filipinas mostram um incomum anti-americanismo. Contudo, antes de pensar em lidar com as Filipinas, o novo presidente precisará  definir as linhas diretivas da política externa americana para a China. Trump precisa promover uma cuidadosa avaliação (assumindo que alguém com tal personalidade possa de fato fazer alg
Política Externa Americana e Segurança Internacional (Parte I): balança               de poder Com a Rússia?

Política Externa Americana e Segurança Internacional (Parte I): balança de poder Com a Rússia?

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* Contrariando todas as pesquisas o magnata Donald Trump chegou à Casa Branca. A postura do novo governo americano com relação à segurança na Europa e na Ásia é alvo de profundo interesse e preocupação da comunidade internacional.  A política de projeção de poder da Rússia de Putin e o chamado pivô asiático se colocam como temas da mais alta relevância para Washington. Depois de iniciada a gestão, os analistas afirmam que é bastante razoável acreditar que boa parte das promessas de campanha de Trump não possam ser efetivamente cumpridas por não serem factíveis em termos políticos e econômicos[1]. Apesar disso, por tudo o que pôde ser visto durante o tenso processo eleitoral, em nenhuma outra área Donald Trump teve uma opinião tão diferente da política dos Estado
A aposta de Erdogan: como os excessos do presidente e a tentativa de retomada do poder pelos militares fragilizam a democracia na Turquia

A aposta de Erdogan: como os excessos do presidente e a tentativa de retomada do poder pelos militares fragilizam a democracia na Turquia

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* Um Golpe em Andamento Na última sexta-feira o mundo foi surpreendido por imagens de tiroteio e blindados nas ruas de Istambul. O Exército turco iniciara a tomada do poder para, segundo um general, "preservar a ordem democrática". Os excessos praticados pelo líder Turco Tayyip Erdogan, desafiando a ordem secular instaurada no país, e a sua dificuldade de lidar com os problemas de segurança em face do terrorismo, do conflito na Síria e das pressões dos russos  pesaram na decisão das forças armadas. Os relatos desencontrados  mostraram uma infowar que tornava difícil saber o que realmente estava acontecendo na Turquia. Porém, uma coisa era certa: o mundo se via diante de mais um episódio tenso da segurança internacional. A guerra de versões continuou. Os militar
O Ato De Terror Como Estratégia De Guerra Irregular : a conduta operacional do neoterrorismo político religioso  (Parte II)

O Ato De Terror Como Estratégia De Guerra Irregular : a conduta operacional do neoterrorismo político religioso (Parte II)

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* O último texto discorreu em linhas gerais sobre  as grandes linhas do terrorismo  enquanto estratégia de guerra assimétrica (impacto psicológico e publicização). Da mesma forma, foram discutidas as características do neoterrorismo religioso e o extensivo emprego da “propaganda pelo ato” por parte dos radicais islâmicos ocorrido em período mais recente.  No presente artigo examina-se sumariamente algumas das principais  táticas associadas ao neoterrorismo religioso e suas implicações para a segurança internacional. As organizações que recorrem ao terrorismo como instrumento de luta não convencional foram grandemente dinamizadas pela introdução de novas tecnologias informacionais e pela redefinição de tempo e de espaço provocada pelo fenômeno da globalização. A
O Ato De Terror Como Estratégia De Guerra Irregular: a conduta operacional do neoterrorismo político religioso  (Parte I)

O Ato De Terror Como Estratégia De Guerra Irregular: a conduta operacional do neoterrorismo político religioso (Parte I)

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* Terrorismo pensado em sentido amplo O Ocidente ainda está chocado com os  recentes atentados perpetrados com explosivos e armas automáticas contra civis concentrados em locais públicos na Europa e nos Estados Unidos. Diante do assombro provocado pela violência dos atos, a comunidade internacional busca novamente conceituar e discutir as causas e o modus operandi do terrorismo. Nenhum conceito formal ou categoria analítica é perfeitamente capaz de definir  com eficácia jurídica e sócio política toda a vasta gama de organizações e práticas de guerra irregular que constituem aquilo que ao longo da sucessão histórica pode ser chamado de terrorismo. A  exemplo do que fazem os principais serviços de segurança e do mundo na contemporaneidade, a Agência Brasileira
O regional e o Global: o papel da integração regional para a Política Externa Brasileira diante das mudanças políticas domésticas

O regional e o Global: o papel da integração regional para a Política Externa Brasileira diante das mudanças políticas domésticas

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* Um dos maiores óbices para PEB, a  crise política doméstica e a subsequente paralisia administrativa,  parece estar chegando ao seu termo. A despeito da grande polarização entre os grupos governistas e pró-impeachment,  o funcionamento das instituições e a aplicação das normas constitucionais em vigor conduziu ao afastamento temporário da presidente Rousseff, dando posse interina ao vice e ensejando um novo momento para a condução das relações exteriores do país . Em outro artigo, fizemos referência aos os desafios da PEB sob a administração que pode estar se findando precocemente, mostrando que ela se deparava com dificuldades domésticas e internacionais consideráveis. Um dos pontos mais relevantes dizia respeito ao “esvaziamento” da estratégia de hegemonia c
Pesquisa Qualitativa, Estudos de caso e Process-tracing na Análise de Política Externa Contemporânea

Pesquisa Qualitativa, Estudos de caso e Process-tracing na Análise de Política Externa Contemporânea

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* Estudos de Caso e Análise de Política Externa Desde os seus primórdios  ainda nos anos 1950 e 1960 , a Análise de Política Externa (APE)  tem reservado um espaço importante para a aplicação dos estudos de caso na compreensão dos fenômenos de poder  que se desenvolvem em função da busca das metas dos Estados na arena política internacional. Enquanto subcampo da Ciência Política e das Relações Internacionais, a  APE possui historicamente um foco particular  no exame da formação das preferências dos atores e nos processo decisório como uma forma de análise causal. O estudo de casos  tidos como “exemplares” encontrados no “baú de exemplos” da história das relações internacionais  figura de modo destacado em considerável parcela dos trabalhos sobre política extern
O Papel das Potências Regionais Emergentes No Sistema Global

O Papel das Potências Regionais Emergentes No Sistema Global

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* A segunda metade dos anos 1980 testemunhou a redefinição do panorama geoestratégico internacional ensejada pelo desmantelamento do bloco soviético e do fim do conflito bipolar.  Esse mesmo período é marcado pelo inicio da recuperação da crise econômica pela qual passavam os países ocidentais que havia sido deflagrada na década anterior em consequência do choque do petróleo de 1973. O próprio perfil da economia mundial começou a se redefinir nessa mesma época em função do aprofundamento interdependência econômica que gerou os fluxos integrados de capital e investimento em escala mundial (Chesnais, 1996 ). Todos esses processos ganharam maior sentido e propriedade mediante a revolução de tempo e espaço gerada pelo desenvolvimento da moderna tecnologia de informaç
Temas e Desafios da Política Externa Brasileira  para 2016

Temas e Desafios da Política Externa Brasileira para 2016

Elton Gomes dos Reis
Por Elton Gomes dos Reis* A política externa do Governo Lula foi orientada, essencialmente, pelo clássico dossiê diplomático brasileiro do universalismo. Sua maior linha de atuação consistiu na busca de múltiplos contatos políticos e comerciais corporificados na diversificação de contatos bilaterais. Amplamente beneficiada pela estabilização econômica gestada no governo de seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso, e impulsionada pelo contexto positivo do superciclo das commodities, a diplomacia da era Lula avançou em campos importantes. A característica mais inovadora da sua gestão em termos de política exterior foi a intensificação da cooperação Sul-Sul, promovendo a intensificação das relações com os países emergentes. A essas se somaram as novas estratégias de softbalancing corporif